Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Domingo, 16 de Junho de 2024

Noticias

Arena Pantanal vai ser sede da Copa do Mundo Feminina de 2027

18 de Maio de 2024 as 08h 32min

Arena recebeu 4 jogos na Copa masculina em 2014 – Foto: Divulgação

A Arena Pantanal, em Cuiabá, vai receber jogos da Copa do Mundo Feminina de Futebol de 2027. O estádio, gerido pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso, foi indicado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na candidatura do Brasil para concorrer como sede da competição. O resultado foi divulgado na madrugada desta sexta-feira (17), durante congresso da Fifa em Bangkok, na Tailândia.

“Estamos muito felizes com essa escolha, pois é o resultado de um trabalho de uma equipe incrível e de uma estrutura de Governo sensacional, que nos dá todo o apoio. São mais de cinco anos de trabalho para deixar os nossos equipamentos esportivos e as nossas estruturas prontas e em condições de receber grandes eventos dessa forma. Mato Grosso, mais uma vez, marca a história do esporte em nosso país”, ressaltou o secretário Jefferson Neves.

Esta será a primeira vez que a Copa do Mundo Feminina de Futebol será disputada na América do Sul. O Brasil já havia recebido duas copas masculinas, em 1950 e em 2014, sendo que, em 2014, a Arena Pantanal também foi subsede da competição masculina.

Em setembro do ano passado, a coordenadora-geral da candidatura do Brasil para a competição, Jacqueline Barros, afirmou que Cuiabá estava apta para receber os jogos da competição esportiva. "Escolhemos Cuiabá por já ter essa experiência na Copa do Mundo de 2014 e ter toda a estrutura necessária”, relatou Jacqueline.

Ela ressaltou, ainda, que a escolha é fruto dos investimentos que vêm sendo feitos pelo Governo do Estado na Arena Pantanal. “Tem estádio pronto, infraestrutura, rede hoteleira, centro de treinamento. E outra, é um local acolhedor, né? Aqui temos um povo acolhedor que sabe receber bem os turistas, o público, os torcedores”, pontuou a representante da CBF.

Na votação desta sexta, o Brasil venceu por um placar de 119 votos a 78 para Bélgica, Alemanha e Holanda. Os países europeus haviam apresentado uma candidatura conjunta que concorria com a proposta brasileira. Já os Estados Unidos e o México haviam desistido da disputa em abril.

ESCAPOU DE
MÁ FAMA

Em Cuiabá, são incontáveis as obras de infraestrutura que não foram entregues mesmo após 10 anos da realização da Copa do Mundo. Como na época o estado não tinha nenhum representante na elite (Luverdense estava na Série B e Cuiabá na Série C), enveredou-se a possibilidade de o Estado ter construído mais um ‘elefante branco’.

Elefante branco é uma expressão usada de forma crítica e irônica para indicar alguma coisa que é valiosa e dispendiosa, mas que não possui qualquer utilidade, transformando-se em algo incômodo, como um presente estranho ou que ocupa muito espaço, sendo de pouca serventia para quem o recebeu. Isso se aplica para outros estádios, como o Mané Garrincha, em Brasília, a Arena das Dunas, em Natal/RN, e a Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata/PE.

Com a ascensão do Cuiabá, a Arena Pantanal deixou a alcunha de elefante branco para trás. Investimentos e trabalhos contínuos do Governo de Mato Grosso na Arena Pantanal tornaram o estádio palco da elite do futebol e de variados eventos, possibilitando o fortalecimento de clubes mato-grossenses e impactando positivamente a economia local e o lazer oferecido à população.

Mantida pela Secel, a Arena recebeu importantes competições ao longo dos últimos anos, dentre elas a Copa América, Eliminatórias da Copa do Mundo de 2026, Copa Sul-Americana, Supercopa do Brasil e jogos da série A do Brasileirão.

Fonte: DA REPORTAGEM

Veja Mais

Há quatros anos, Mato Grosso não registra casos de sarampo

Publicado em 15 de Junho de 2024 ás 11h 16min


Em má fase, Flu e Atlético-GO duelam contra a sombra do Z4

Publicado em 15 de Junho de 2024 ás 09h 15min


Ferrovia é responsável por 62,1% do saldo de empregos em infraestrutura

Publicado em 15 de Junho de 2024 ás 05h 11min


Jornal Online

Edição nº1316 15/06/2024