Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Mato Grosso, 17 de Maio de 2022

Noticias

Da produção à embalagem: mulheres aprendem a fazer doces gourmet para venda

25 de Outubro de 2021 as 20h 20min

O último sábado (23) foi de muita produtividade e aprendizado para 10 moradoras do bairro Tessele Junior que puderem aprender na prática como fazer doces gourmet para venda. O projeto foi realizado pelo Projeto de Trabalho Social da Setorização do Abastecimento de Água (PTS), por meio do Senai, em parceria com a Prefeitura de Lucas do Rio Verde e com o Saae, na Escola Cecília Meireles. 

O curso foi dividido em dois módulos, sendo o primeiro, de cunho mais teórico, apresentado no período da manhã, enquanto a parte prática de produção dos doces foi realizada durante a tarde. As alunas puderam aprender a fazer cupcakes, bombons e trufas, desde o preparo dos doces à precificação e embalo para venda. 

A iniciativa ocorreu após a realização de uma pesquisa sobre as necessidades daquela comunidade e os cursos que poderiam ser de interesse para gerar renda de forma rápida, com um baixo investimento e de forma que os interessados conseguissem aprender facilmente. 

Uma das alunas é a merendeira Cláudia Cristina Camargo, que viu na iniciativa uma forma de conseguir uma renda extra. Assim como outras alunas, ela soube da oportunidade pelas redes sociais do PTS e logo fez a inscrição para participar. 

“Já trabalho vendendo trufas e bolos, mas aprendi muita coisa. Com isso vou poder variar as minhas opções, diferenciar para o cliente. Por isso achei o curso muito interessante e ainda de graça. Tem sacrifício e esforço, mas lá na frente é gratificante”, contou a aluna empolgada. 

A controladora de processos Bianca Natália Santos está sem trabalhar e viu no curso a chance não só de uma renda extra, mas também de uma nova profissão. 

“Também vi sobre o curso no Instagram e já fui me inscrever. Até chamei minha amiga para participar. Como estou sem trabalhar, estou sem renda. Por isso aproveitei a oportunidade para fazer o curso. Saindo daqui já vou investir o que tenho para conseguir arrecadar mais uma renda”, explicou a jovem. 

Ana Carolina Lopes, responsável técnica pelo Projeto Social Água, explica que, na pesquisa socioeconômica feita no bairro com a comunidade, o curso de doces foi o mais solicitado. 

“É muito fácil e rápido de você ter uma renda extra e o que nós identificamos é que muitas vezes não é nem extra, mas a principal renda da família. É um curso muito versátil e as alunas vão aproveitar bastante”, afirmou Ana.  

A responsável técnica conta ainda que a ideia é expandir os cursos, em breve, para outros bairros da cidade.

Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Veja Mais

MT registra abertura de 16,7 mil empresas do setor de turismo

Publicado em 17 de Maio de 2022 ás 11h 00min


MT apresenta a 2ª menor taxa de desocupação

Publicado em 17 de Maio de 2022 ás 10h 30min


Detran-MT orienta motoristas sobre manutenção do veículo

Publicado em 17 de Maio de 2022 ás 10h 00min


Jornal Online

Edição nº 0796 17/05/2022