Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Mato Grosso, 18 de Abril de 2024

Noticias

Fim da janela partidária provoca “dança das cadeiras” em Sinop

03 de Abril de 2024 as 17h 31min

Os agentes políticos têm até o dia 6 para definir os partidos - Foto: Assessoria

Faltando menos de 48 horas para o fechamento da janela partidária, os agentes políticos de Sinop fazem contas, observam no tabuleiro de xadrez e correm contra o tempo para se abrigarem em algum partido que os dê a melhor condição possível de disputar o pleito eleitoral do dia 6 de outubro, tanto no Executivo quanto no Legislativo.

Entre os 15 vereadores da atual legislatura, vários estão aproveitando o prazo para trocarem de legendas. Os primeiros a anunciarem suas novas agremiações foram o vereadores Célio Garcia e Juventino Silva. O primeiro deixou o União Brasil, e o segundo o PSB, ambos se filiando ao MDB.

O vereador Elbio Volkweis também trocou de partido. Ele está indo para o PODEMOS, porque o seu antigo partido, o Patriota, se fundiu ao PTB, e dessa fusão nasceu o PRD (Partido da Renovação Democrática). Ele se junta ao colega de parlamento, Mário Sugizaki que anunciou esta semana sua permanência na sigla.

Dilmair Callegaro ainda não se manifestou oficialmente sobre o assunto, mas está dando adeus ao tucanato de Sinop e se filiando ao PL, deixando o PSDB na casa apenas com o vereador Adenilson Rocha, que não deve vir à reeleição, mas disputará pela legenda a prefeitura de Sinop.

Se o PL ganha o reforço de Callegaro, ao mesmo tempo está perdendo o presidente da Casa de Leis, Paulinho Abreu que está migrando ao Republicanos. Moisés do Jardim do Ouro e Toninho Bernardes devem permanecer no Partido Liberal.

O Republicanos, que passará a contar com Paulinho Abreu, deve manter também os vereadores Celsinho do Sopão e Ademir Bortoli. Já o Professor Hedvaldo Costa vive o maior drama entre eles. Crítico ferrenho de Roberto Dorner, o parlamentar entrou em rota de colisão com o chefe do executivo que ajudou a eleger em 2020. A crise é tão grande que Hedvaldo declarou ontem à Jovem Pan Sinop que o prefeito o vetou da lista dos 16 candidatos do Republicanos e do PL, deixando o vereador de quatro mandatos correndo o risco de não disputar o pleito por falta de um partido. Mas o parlamentar disse que vai buscar qualquer legenda, seja ela grande, pequena ou irrelevante para abriga-lo até a próxima sexta (6).

Lucinei Amaro não indicou nenhuma movimentação que possa tirá-lo do MDB. Luis Paulo da Gleba deve permanecer no Solidariedade e buscar a reeleição. Por fim, a vereadora petista Professora Graciele vê uma possibilidade de migrar ao PSB em busca de um flerte maior com o centro político.

Fonte: CLEMERSON SM

Veja Mais

Afroturismo, turismo indígena e experiência pantaneira em MT

Publicado em 18 de Abril de 2024 ás 12h 52min


Sicredi registra crescimento nos principais indicadores

Publicado em 18 de Abril de 2024 ás 11h 51min


Mixto anuncia pacotão de reforços, incluindo goleiro Fernando Henrique

Publicado em 18 de Abril de 2024 ás 10h 50min


Jornal Online

Edição nº1276 18/04/2024