Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Segunda Feira, 15 de Julho de 2024

Noticias

Há quatros anos, Mato Grosso não registra casos de sarampo

15 de Junho de 2024 as 11h 16min

Mato Grosso está caminhando rumo à eliminação dos casos de sarampo. Desde 1999, o número de casos da doença vem diminuindo, passando de sete registros naquele ano para apenas um caso em 2020. Desde então, o estado não registrou mais incidências da doença, contribuindo significativamente para o sucesso na redução e controle do sarampo em todo o território nacional.

O Brasil celebrou, na última semana, dois anos sem casos autóctones (com transmissão em território nacional) sarampo. Dessa forma, está próximo de retomar a certificação de ‘país livre de sarampo’, após sair da condição de região endêmica no ano passado. Em 2016, o Brasil já havia recebido o título de país livre da doença.

Em 2018, no entanto, o intenso fluxo migratório de países vizinhos, associado às baixas coberturas vacinais em vários municípios, permitiu a reintrodução do vírus em território nacional. Desde 2019, o número de casos de sarampo está em queda: despencando de 20.901 registros, no referido ano, a 41 casos, em 2022. O último caso foi confirmado em 5 junho de 2022, no Amapá.

No início de maio, o país recebeu a visita da Comissão Regional de Monitoramento e Reverificação da Eliminação do Sarampo, Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita na Região das Américas e do Secretariado da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) com o objetivo de dar continuidade ao processo de recertificação do Brasil como livre da circulação de sarampo e com sustentabilidade da eliminação da rubéola e da síndrome da rubéola congênita (SRC).

Ainda neste ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou o aumento de casos da doença na Europa como “alarmante”. Foram mais de 58 mil infecções pelo vírus em 41 países ao longo de 2023, um aumento em relação aos últimos três anos.

Fonte: DA REPORTAGEM

Veja Mais

Energia elétrica irregular causa mortes e aumento de custos

Publicado em 15 de Julho de 2024 ás 08h 37min


Dorner deve articular apoio para agilizar instalação do 9º BEC em Sinop

Publicado em 15 de Julho de 2024 ás 06h 32min


Apple aprova loja de jogos da Epic Games na Europa

Publicado em 14 de Julho de 2024 ás 10h 36min


Jornal Online

Edição nº1336 13/07/2024