Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Mato Grosso, 27 de Outubro de 2021

Noticias

Linha de crédito especial vai ajudar cooperativas indígenas

Iniciativa vai auxiliar projetos dos indígenas para desenvolver a produção agrícola

14 de Julho de 2021 as 19h 57min

Para Mauro, povos Paresi são exemplos de produção sustentável – Foto: Divulgação

O governador Mauro Mendes anunciou que irá criar uma linha de crédito específica para auxiliar as cooperativas indígenas de Mato Grosso. O anúncio foi feito nesta semana, em Cuiabá, após reunião com representantes do povo Paresi e da Cooperativa Agropecuária do Povo Indígena Haliti-Paresi (Cooparesi).

Mauro relatou que os povos Paresi são exemplos de produção sustentável, pois há muitos anos decidiram produzir, mas sempre mantendo 98% de suas terras intactas, além de continuarem a preservação da cultura e tradições.

“O Governo do Estado sabe desse grande e excelente exemplo que eles são, enquanto povos indígenas, que estão trabalhando, construindo sua sustentabilidade, e sua alimentação a partir do seu trabalho, de forma diferenciada. Os povos Paresi são exemplos para Mato Grosso, para o Brasil e para o mundo. Hoje eles apresentaram projetos para ampliar essa produção, com indústria de etanol de batata, criar um centro tecnológico para desenvolver novas atividades e ampliar o conhecimento para outros povos indígenas que queiram conhecer esse grande exemplo de trabalho e produção dos Paresi”, afirmou.

De acordo com o governador, o Estado vai criar alternativas para que os Paresi possam desenvolver ainda mais sua produção e compartilhar essa iniciativa com outras comunidades indígenas.

“Nós vamos apoiar, ajudar, e trabalhar para que eles possam ter um fundo de financiamento, para que possam acessar algumas linhas de crédito e romper essa barreira, que hoje ainda cria muita dificuldade”, garantiu.

O diretor financeiro da Cooparesi, Genilson Kezomae, da aldeia Wazare, destacou que os projetos apresentados na reunião são de médio e longo prazo, e visam “a liberdade, a autonomia, a geração de renda e mostrar que os povos indígenas podem contribuir muito para o Estado de Mato Grosso”.

“Estamos aqui para somar forças para tornar esse sonho concreto. Vai ser um processo único e histórico. Sabemos que o senhor [governador] tem uma visão holística, ampliada, e agradeço por estar nos recebendo, assim como a primeira-dama, que sempre nos apoia muito”, declarou.

Fonte: DA REPORTAGEM - com assessoria

Veja Mais

Fortaleza terá 6 desfalques

Publicado em 27 de Outubro de 2021 ás 12h 00min


Um espaço para quem produz, num símbolo dos centros urbanos

Publicado em 27 de Outubro de 2021 ás 11h 00min


Milho: indicador segue em queda, mas dólar sustenta valor no porto

Publicado em 27 de Outubro de 2021 ás 10h 00min


Jornal Online

Edição nº 0656 27/10/202