Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Mato Grosso, 23 de Janeiro de 2022

Noticias

O que o Grêmio precisa para não ser rebaixado

Tricolor tem que vencer o Atlético-MG e torcer por derrotas de Juventude e Bahia

08 de Dezembro de 2021 as 09h 30min

Geromel, Villasanti e Kannemann conversam durante jogo contra o Corinthians — Foto: Marcos Ribolli

O Grêmio está literalmente à espera de um milagre para não ser rebaixado à Série B do Brasileirão pela terceira vez em sua história. A derrota do Juventude para o São Paulo na noite de segunda-feira manteve o Tricolor vivo até a última partida, mas precisará de três resultados para evitar o descenso.

A rodada derradeira do Campeonato Brasileiro será disputada nesta quinta (9), com todos os jogos no mesmo horário, às 20h30. O fio de esperança gremista só existe por causa do rival da serra gaúcha.

O Juventude perdeu por 3 a 1 para o São Paulo. Já o Cuiabá, outro adversário direto, venceu o Fortaleza por 1 a 0 na Arena Pantanal. O Grêmio seria rebaixado matematicamente se ambas as equipes pontuassem.

Agora, o Dourado, que chegou aos 46 pontos na tabela, não é mais adversário. Além da vitória sobre o Atlético-MG, o time de Porto Alegre terá de torcer por derrotas de Juventude e Bahia.

Mesmo assim, o Tricolor terá de contar com um verdadeiro milagre. As projeções apontam para 97,5% de queda, segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e 96%, conforme o site Infobola, do professor Tristão Garcia.

O Grêmio não cai se vencer o Atlético-MG e Juventude e Bahia perderem seus jogos contra Corinthians e Fortaleza, respectivamente.

Dos adversários, o Galo já é campeão brasileiro e deve poupar titulares tendo as finais da Copa do Brasil nos próximos dias. O Fortaleza e o Corinthians já estão classificados para a Libertadores de 2022 e não disputam mais nada no Brasileirão.

No cenário que evitaria a queda, o Grêmio chegaria aos 43 pontos, os mesmos de Juventude e Bahia – que não pontuariam. Mas o Tricolor acabaria em 16º por conta do número de vitórias como o primeiro critério de desempate.

CONFIANÇA NOS BASTIDORES

Antes dos jogos de Juventude e Cuiabá na segunda-feira, o Conselho de Administração do Grêmio se reuniu das 14h às 17h30 debatendo e buscando os erros das políticas de clube dos últimos anos.

Nenhuma decisão foi tomada, mas há planos para a temporada 2022 em caso de permanência ou queda. Nos bastidores, o clima era de apreensão, mas ainda com resquícios de esperança.

Após o empate com o Corinthians no domingo, o vice de futebol Denis Abrahão afirmou que ainda acreditava na permanência gremista. Ele ainda previu que novidades poderiam ocorrer nos jogos de Juventude e Cuiabá. Apenas uma aconteceu.

“Eu não joguei a toalha ainda. Esse gostinho ninguém terá. O Grêmio é muito grande. E não duvidem da imortalidade. Um fato novo pode acontecer durante esses jogos de amanhã (segunda-feira)”, alertou Abrahão.

O elenco voltou a treinar na tarde desta terça no CT Luiz Carvalho. Sem os zagueiros Kannemann e Geromel, suspensos, os jovens Ruan e Rodrigues estarão em campo na quinta contra o Atlético-MG. A novidade é o retorno de Douglas Costa. A partida decisiva será na Arena.

Fonte: DA REPORTAGEM

Veja Mais

Sinop: idosos e PCD devem emitir cartão para ocupar vagas exclusivas

Pessoa não precisa ser o condutor do veículo, mas o cartão deve estar à mostra

Publicado em 23 de Janeiro de 2022 ás 07h 00min


Sem patrocínio, Humaitá abre votação para personalizar camisa

Publicado em 22 de Janeiro de 2022 ás 17h 00min


Jogadores do Flamengo relatam alta intensidade nos treinos

Preparador explica que período na Inglaterra o fez dar maior atenção a trabalhos físicos de maior esforço

Publicado em 22 de Janeiro de 2022 ás 14h 00min


Jornal Online

Edição nº 0717 21/01/2022