Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Mato Grosso, 08 de Dezembro de 2021

Noticias

SENAR-MT: Programa de orientação técnica pode chegar a mais de 50 cidades em 2021

600 produtores participaram dos programas da ATeG em 33 municípios

05 de Janeiro de 2021 as 06h 52min

Foto: Divulgação

DA REPORTAGEM

 

O conhecimento como caminho para a transformação. É assim que centenas de produtores rurais em Mato Grosso estão conseguindo melhorar o desempenho no campo, aprimorando a atividade desenvolvida ou mesmo diversificando a fonte de renda de propriedade. O apoio vem da equipe do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar-MT, que fornece as informações e orientações necessárias para que os resultados para cada produtor apareçam.

“A ATeG é um dos principais produtos que temos, senão o principal. Ela tende a crescer muito e a ocupar espaço muito grande dentro do Senar-MT, porque a gente entende que ela transforma vidas. O produtor de leite que tira 100 litros dia, por exemplo, recebe assistência técnica gratuita e passa a tirar 300 litros. Temos várias histórias assim”, comenta o superintendente do Senar-MT, Chico de Castro.

O sucesso do trabalho também é comprovado pela crescente demanda. Em 2020 mais de 600 produtores participaram dos programas da ATeG em 33 municípios do estado. Para 2021, o leque de atuação vai aumentar. “Nós não vamos restringir a ATeG. Vamos formatá-la para conseguir atender o máximo de produtores. Em 2021 devemos atender mais 22 municípios, que estão com a demanda em estudo neste momento. Quando o sindicato rural solicita o trabalho da ATeG, a gente inicia um estudo de viabilidade, não podemos falar ‘sim’ antes de realizar este estudo”, explica Castro.

Caso a demanda seja atendida em sua totalidade, subirá para 55 o número de municípios com produtores assistidos pela equipe da ATeG. Ou seja, produtores rurais de mais de um terço das cidades mato-grossenses (o estado tem 141 ao todo) poderão melhorar o desempenho da propriedade por meio da orientação técnica em áreas como bovinocultura de corte, bovinocultura de leite, horticultura, fruticultura e piscicultura.

Veja Mais

Inter decepciona em último ato no Beira-Rio em 2021

Publicado em 08 de Dezembro de 2021 ás 12h 00min


Soja: preço interno oscila com certa força ao longo da última semana

Publicado em 08 de Dezembro de 2021 ás 11h 00min


Decreto exclui Casa da Moeda de programa de desestatização

Publicado em 08 de Dezembro de 2021 ás 10h 00min


Jornal Online

Edição nº 0684 08/12/2022