Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Mato Grosso, 23 de Janeiro de 2022

Noticias

SOB CAUTELA TJ recua da decisão de reabrir Fóruns

O aumento no número de casos da covid-19 em MT fez justiça recuar da decisão de reabertura

09 de Junho de 2020 as 07h 30min

Foto: Divulgação

CLEMERSON SM

clemersonsm@msn.com

 

O crescente aumento do número de casos de pessoas contagiadas com o novo coronavírus, fez com que o Poder Judiciário optasse por prorrogar a reabertura dos Fóruns das comarcas em todo o estado de Mato Grosso, como também em todas as dependências de serviço judiciário.

No último domingo (07), Mato Grosso ultrapassou a casa dos quatro mil casos confirmados e passou de 110 óbitos pela doença.

Antes desse aumento, a previsão do Tribunal de Justiça era de que as unidades do Judiciário fossem reabertas a partir do dia 15 deste mês de forma gradual, mas agora, o fechamento está determinado até o dia 30.

Chegou-se à conclusão de que o estado ainda não apresenta as condições necessárias para que a retomadas das atividades presenciais sejam realizadas de forma segura, tanto para os servidores da Justiça, quanto para a população que necessita dos serviços ali prestados.

Por isso que, continuam suspensos os prazos processuais dos processos físicos judiciais e administrados até o final do mês.

Outro fator decisivo para a decisão do Poder Judiciário em Mato Grosso foi a constatação do alto índice de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado, o que está ameaçando colocar em colapso o sistema de saúde em várias cidades de Mato Grosso.

Em Cuiabá e Várzea Grande, por exemplo, o Sindicato dos Profissionais de Enfermagem encaminhou um ofício para o procurador geral de Justiça, José Antônio Borges, recomendando que ambas a cidades decretem lockdown.

A nota do Sindicato aponta que no momento que 45% dos leitos de UTIs destinados a Covid-19 estão ocupados no Estado. Os números mostram ainda que nos últimos dias houve um crescimento vertiginoso de infectados em estado grave.

A decisão da Administração do PJMT também levou em consideração que as unidades hospitalares no Estado de Mato Grosso apresentam alto índice de taxa de ocupação de UTI por casos suspeitos e confirmados e a confirmação da incidência da Covid-19 em 104 municípios do Estado.

A decisão do adiamanto da volta das atividades foi tomada em conjunto entre o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alves da Rocha, a vice-presidente, desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas e pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Luiz Ferreira da Silva.

Veja Mais

Sinop: idosos e PCD devem emitir cartão para ocupar vagas exclusivas

Pessoa não precisa ser o condutor do veículo, mas o cartão deve estar à mostra

Publicado em 23 de Janeiro de 2022 ás 07h 00min


Sem patrocínio, Humaitá abre votação para personalizar camisa

Publicado em 22 de Janeiro de 2022 ás 17h 00min


Jogadores do Flamengo relatam alta intensidade nos treinos

Preparador explica que período na Inglaterra o fez dar maior atenção a trabalhos físicos de maior esforço

Publicado em 22 de Janeiro de 2022 ás 14h 00min


Jornal Online

Edição nº 0717 21/01/2022